Publicações educativas, conversas e orientações on-line sobre práticas integrativas e complementares em saúde têm sido uma iniciativa de entidades profissionais, gestores e referências técnicas do SUS que atuam nessa área para incentivar o autocuidado, desde que a pandemia de Covid-19 chegou ao Brasil.  Na capital pernambucana (foto/divulgaçãoPMPICS-Recife), a coordenação do Programa de Práticas Integrativas criou um espaço no Instagram com programação de lives atualizada semanalmente. No município de Rio Grande (RS), um guia do autocuidado foi dirigido a servidores e usuários da saúde.Em Goiás, a equipe técnica do Centro de Referência em Medicina Integrativa Complementar da Secretaria Estadual de Saúde (Cremic/SES/GO) lançou uma cartilha abrangendo diferentes modalidades de PICS.

” A cartilha é um apoio nesses tempos de isolamento social, para que as pessoas possam praticar e ter algumas orientações para melhoria da saúde de forma integral”, explica Marcelo Santalucia, da Seção de Ensino e Pesquisa do Cremic/GO. Com 65 páginas, a publicação traz orientações gerais sobre higiene pessoal e do ambiente para prevenir a infecção pelo coronavírus e informações sobre diferentes práticas integrativas. Nesse conjunto, apresenta uma lista de plantas medicinais e dicas para uma alimentação saudável, acompanhada de ilustrações, imagens e referências bibliográficas. O acesso é por meio digital.

No Recife, a equipe do Programa Municipal de PICS abriu diferentes espaços virtuais: criou blog, perfis no Instagram, Facebook e Youtube para orientar a população sobre as diferentes práticas que já são rotina nos dois centros especializados da rede local do SUS. As aulas e conversas com os profissionais podem ser acompanhadas nas diferentes plataformas. É possível também baixar uma cartilha educativa e ter acesso a todas as informações, inclusive pelo Aplicativo Atende Em Casa, desenvolvido numa parceria com a o governo estadual e voltado a quem busca orientação e assistência na Covid-19.

Os Núcleos de Educação em Saúde,Práticas Integrativas e Complementares Cuidando do Cuidador (Nepicc) e de Educação Permanente em Saúde Coletiva (Numesc) de Rio Grande (RS) também produziram uma cartilha abordando as PICS para auxiliar a prevenção da Covid-19 e a recuperação de profissionais que atuam no enfrentamento da doença. As práticas fazem parte da rotina nos serviços do município e a publicação foi lançada como um guia prático, incentivando o autocuidado. Em formato digital e ilustrada,a cartilha pode ser compartilhada em diferentes redes sociais.

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 3ª Região (São Paulo) também lançou uma cartilha com recomendações das Práticas Integrativas e Complementares para o autocuidado e bem-estar durante e após a pandemia, abordando acupuntura, aromaterapia, práticas corporais, entre outras.

Terapia floral, um olhar ampliado para enfrentar o medo e controlar a ansiedade

Lives e vídeos sobre PICS ajudam no isolamento social