Escolha uma Página

Gestores estaduais das práticas integrativas e complementares em saúde (PICS) participam amanhã (20/09), às 14h, da oficina on-line Recursos e financiamento para gestão da política de PICS no SUS. A promoção é do Observatório Nacional de Saberes e Práticas Tradicionais, Integrativas e Complementares em Saúde (ObservaPICS/Fiocruz) por meio do projeto Fortalecimento dos territórios estaduais com as PICS, que objetiva o planejamento em rede da política de práticas integrativas e complementares em saúde na qualificação dos processos de gestão e articulação nos territórios. Os participantes da formação são gestores e referências estaduais das PICS.

Financiamento, planejamento e alocação de recursos para as práticas integrativas no SUS são temas que serão abordados pela coordenadora do ObservaPICS, Islândia Carvalho. Pesquisadora e docente da Fiocruz Pernambuco, ela desenvolve estudos nas áreas de PICS e de economia da saúde. Os participantes também terão a oportunidade de ouvir o relato de experiência do Maranhão, estado com financiamento próprio para a políticas das práticas integrativas e complementares. A apresentação será da coordenadora estadual das PICS, Silvanilde Severiano de Carvalho.

O projeto Fortalecimento dos Territórios Estaduais com as PICS no SUS, iniciado em 2020 pela Coordenação de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde do Ministério da Saúde e assumido pelo ObservaPICS em 2021, realizou neste mesmo ano um diagnóstico situacional, no qual foram constatadas diferentes necessidades. Entre essas, os gestores estaduais indicaram, em encontros virtuais (foto acima), as mais comuns a serem instruídas.

Uma delas é o financiamento e planejamento orçamentário das práticas integrativas, que não recebem aporte de nível federal e nem todos os estados contribuem com recursos para os municípios. Outra é a avaliação e monitoramento, tema que será trabalhado em mais uma oficina a ser promovida pelo ObservaPICS no final deste semestre para gestores. A facilitadora será a pesquisadora e docente da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz) Mirna Teixeira, que atua com as temáticas: atenção primária à saúde; PICS; promoção da saúde e planejamento.

Inicialmente financiado pelo MS por meio do Termo de Execução Descentralizada 188/2017 (Formação, Pesquisa e Incorporação de Tecnologias Sociais no SUS: Estratégia de Ação para a Capacitação sobre Expansão e Consolidação das Práticas Integrativas e Complementares na Estratégia da Saúde da Família), o projeto Fortalecimento dos Territórios Estaduais com as PICS no SUS é hoje mantido com recursos da Fiocruz.

As necessidades identificadas no projeto também servirão de base para os encontros de educação permanente que serão realizados no último trimestre deste ano.

 

Programação

14 horas – Boas-vindas aos participantes

14h30 – Financiamento e planejamento em Saúde – Islândia Carvalho, coordenadora executiva do ObservaPICS

15h – Financiamento próprio estadual – Relato de experiência do Maranhão

15h15 – Financiamento do SUS e práticas integrativas e complementares em saúde – Islândia Carvalho, coordenadora executiva do ObservaPICS

15h40 – Discussão

16h – Encaminhamentos

 

Observatório cria repositório para ajudar gestores estaduais a qualificar política de PICS