Escolha uma Página

O ObservaPICS/Fiocruz participa neste fim de semana do Simpósio Internacional de Medicina Alternativa e Complementar organizado pelo Instituto Nacional de Saúde do Ministério da Saúde do Peru em parceria com a Universidade Científica do Sul e o Colégio Químico-Farmacêutico Departamental de Lima.

O evento on-line, gratuito, vai debater experiências exitosas em políticas públicas e regulação das PICS, formação de profissionais, gestão e monitoramento dos sistemas e serviços de saúde. Reunirá participantes não só do Peru e do Brasil, como também da  Argentina, Colômbia, Cuba e Espanha. É voltado a profissionais, pesquisadores e estudantes desse campo de conhecimento.

Mais informações estão disponíveis na página do Colégio Químico-Farmacêutico Departamental de Lima no Facebook, que fará a transmissão nos dias 24 e 25 de setembro.

A coordenadora do ObservaPICS, pesquisadora da Fiocruz Pernambuco Islândia Carvalho, integrará uma mesa na manhã do dia 25 de setembro que abordará a regulação das PICS na América Latina. Irá debater com a colombiana Natália Sofia Aldana Martinez (BVS e Rede MTCI Américas), Johann Delgado (Cuba) e Amanda Arellano (Peru).

O ObservaPICS/Fiocruz é parceiro da Organização Pan-Americana de Saúde no mapeamento das medicinas tradicionais e práticas integrativas nas Américas. Dados preliminares sobre o estudo foram divulgados na edição conjunta dos dois últimos números do Boletim Evidências do Observatório. O Peru (foto), com experiência abordada numas das matérias do informativo, é um do países com política pública na área e experiência na formação superior.

 

 

Medicinas tradicionais e PICS em diálogo com sistemas de saúde nas Américas