Escolha uma Página

Mapeamento em curso, realizado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) em parceria com o ObservaPICS/Fiocruz e outras organizações, aponta avanço em diferentes países das Américas na relação entre saberes tradicionais, práticas integrativas e a biomedicina. Resultados parciais do estudo são apresentados na matéria principal das edições 10 e 11 do Boletim Evidências, que está saindo em publicação conjunta neste mês de agosto.

“A metodologia desse mapeamento resgata as contribuições dos diversos levantamentos até então realizados e possibilita também uma inovação de fases subsequentes para aprofundar as temáticas especificas das MTCI”, explica, no Boletim Evidências, Rafael Dall’Alba, consultor no Brasil da Opas/OMS em Doenças Crônicas Não Transmissíveis e Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas.

O levantamento começou em 2021, sendo composto de pesquisa documental em sites governamentais, consulta a atores estratégicos e ou especialistas na MTCI, seguidas da validação dos dados. Ainda em 2022 devem ser apresentados os achados consolidados.

Nessa publicação unificada das edições 10 e 11 do Evidências, também relata-se como ocorre o diálogo entre as medicinas tradicionais, as práticas integrativas e os sistemas biomédicos em dois países: Bolívia e Peru.

Acesse o boletim no botão abaixo

PLANTAS MEDICINAIS

O boletim ainda traz matérias sobre hortos terapêuticos no Distrito Federal, discute modelos de cultivo e oferta de plantas medicinais e apresenta o livro Jardins da história: medicinas indígenas, além de uma colaboração especial da pesquisadora e indígena Kellen Natalice Vilharva Guarani Kaiowá, refletindo sobre o valor das culturas milenares. O conteúdo do informe inclui notícias sobre os movimentos em defesa dos povos do Cerrado brasileiro e por uma saúde mundial integrativa. As edições anunciam como estão sendo planejadas mudanças para reforçar as atividades do ObservaPICS e informam sobre os últimos lançamentos editoriais do Observatório.