Escolha uma Página

Um conjunto de recomendações para a prática de auriculoterapia destinada ao tratamento complementar da insônia, ansiedade, tabagismo, obesidade e lombalgia – condições frequentes atendidas nos postos de saúde­ – está disponível em coleção especial lançada este mês numa parceria da Coordenação Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CNPICS) do Ministério da Saúde com o Departamento de Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Os cinco guias, elaborados por professores da UFSC, são complementares à formação em auriculoterapia para trabalhadores da Atenção Primária em Saúde (APS).

“Essas recomendações foram elaboradas a partir de revisão sistemática, são protocolos baseados em evidências de estudos clínicos”, explica Daniel Amado, coordenador da CNPICS/Ministério da Saúde. Segundo ele, com esse complemento ao conteúdo regular do curso, espera-se “subsidiar os profissionais de saúde no tratamento dos usuários, ampliando, dessa forma, a resolutividade para problemas de alta prevalência na atenção primária do SUS, nas comunidades”.

A formação em auriculoterapia é oferecida a profissionais de saúde com nível superior, por meio de aulas à distância e presenciais, ministradas pela equipe da UFSC. Qualificou 10 mil médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, entre outros, e deve capacitar mais cinco mil, com uma nova turma que iniciou aulas à distância neste mês de dezembro. A prática, uma modalidade de acupuntura, é uma das 29 PICS reconhecidas pelo Ministério da Saúde.

GUIAS COMPLETOS

O recurso adicional, lançado agora, possibilita consulta de forma fácil, para alunos em formação e profissionais qualificados em auriculoterapia. Pode ser acessado on-line, a partir do site auriculoterapiasus.ufsc.br/recomendacoes/,  baixado e impresso. Propõe conjuntos de pontos auriculares, devidamente testados e investigados, sobretudo em ensaios clínicos, que podem ser trabalhados diante das queixas dos usuários das unidades de saúde e dos diagnósticos realizados.

Para cada situação de saúde, as recomendações justificam os pontos auriculares sugeridos (textualmente e mostrados por meio de ilustração, como as apresentadas acima para lombalgia e ansiedade), indicam o tempo de tratamento e as fontes consultadas, no caso, os trabalhos científicos que embasam as indicações. O leitor tem acesso às sínteses e aos guias completos, com mais de cem páginas de informação, em média, para cada condição de saúde.

São autores das publicações os professores e pesquisadores Luciana Kiehl Noronha, Andrea Ruschel Träsel, Ari Ojeda Ocampo More, João Eduardo Marten Teixeira, Maria Gorete Monteguti Savi , Charles Dalcanale Tesser, Melissa Costa Santos, Emiliana Domingues Cunha da Silva, Fátima Terezinha Pelachini Farias e Lucio José Botelho.

Acesse as recomendações:

Para Insônia

Para Tabagismo

Para Obesidade

Para Ansiedade

Para Lombalgia