Escolha uma Página

Começou nesta terça (14/05) a programação especial para divulgar o Mês das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) em Pernambuco. O primeiro evento, aberto ao público das 9h às 12h, ocorre nas dependências da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora das Graças (FENSG), da Universidade de Pernambuco (UPE), em Santo Amaro, no Recife, com um circuito de cuidados que inclui aromaterapia, modalidades de acupuntura, de outras técnicas da medicina chinesa e terapias antroposóficas. Seminário, palestras e oferta das práticas em serviços do SUS, universidades e em outros locais públicos fazem parte do programa que se estenderá até o dia 24 de maio.

O Mês das PICS é resultado de uma articulação conjunta da Política Municipal do Recife e da Coordenação Estadual de PICS, do Observatório Nacional de Saberes e Práticas Tradicionais, Integrativas e Complementares em Saúde (ObservaPICS), da Fundação Oswaldo Cruz, da Rede de Atores Sociais em PICS (Rede PICS) e de grupos de pesquisa e extensão que trabalham com essas práticas na UPE e na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na FENSG-UPE, a professora Alexsandra Xavier do Nascimento informa que as PICS estão incluídas na formação em enfermagem e no projeto de extensão do curso.

“Debater a importância desse cuidado mais amplo da saúde humana, expor experiências exitosas no SUS e apresentar as diferentes modalidades reconhecidas pela Política Nacional de Práticas Integrativas são objetivos desses eventos”, explica a pesquisadora Islândia Carvalho, da

Fiocruz-PE. Ela coordena o ObservaPICS, criado no final de 2018 para agregar conhecimento prático e científico em torno da saúde integrativa com a missão de assessorar o sistema único a  implantar e avaliar as práticas. São 29 modalidades reconhecidas, entre elas técnicas da medicina chinesa, o uso de plantas medicinais e a medicina antroposófica.

Em Pernambuco são mais de 400 unidades de saúde da atenção primária oferecendo prática integrativa, o que abrange 65% dos municípios, conforme Silvana Monteiro, coordenadora estadual de PICS. No Recife, o coordenador da Política Municipal de PICS, Nicolas Augusto, explica que o município conta com dois serviços especializados, o SIS, no Engenho do Meio, e o Centro Guilherme Abath, na Encruzilhada. No Brasil são 4.323 municípios oferecendo terapias integrativas em suas redes.

PROGRAMAÇÃO

Na quarta-feira (15/05) Pernambuco vai sediar o 1o Encontro Estadual das PICS – Um novo olhar para o cuidado em saúde. Será das 8h às 17h no auditório da Secretaria Estadual de Saúde, no Bongi, Oeste do Recife. Na ocasião serão apresentadas experiências exitosas de diferentes prefeituras. O evento contará com a presença do coordenador nacional de Práticas Integrativas, Daniel Amado. Na quinta-feira (16/05), às 9h horas, no 3o andar do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFPE, o filósofo Marcelo Pelizolli e a psicóloga Rosinha Barbosa, da universidade, vão debater com a plateia sobre saúde mental e humanização.

A segunda semana de PICS começará na segunda-feira (20/05), com programação das 9h às 16h, no Serviço Integrado de Saúde (SIS), no Engenho do Meio, quando pesquisadores do ObservaPICS, do Grupo de Pesquisa Saberes e Práticas de Saúde da Fiocruz-PE e da Economia da Saúde do Departamento de Medicina Social da UFPE estarão conversando com os usuários sobre o que as pesquisas têm estudado sobre as práticas, popularizando, dessa forma, a ciência e a tecnologia.

Na terça (21/05) haverá Reiki Solidário no Centro Acadêmico de Vitória (CAV) da UFPE, em Vitória de Santo Antão, durante a Semana de Enfermagem, das 8h às 12h e das 14h30 às 17h30. Na quarta (22/05) e na quinta (23/05), das 8h às 17h, uma tenda com PICS irá funcionar na Conferência Estadual de Saúde, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, para usuários, trabalhadores e gestores do SUS. Na sexta-feira (24/05) as práticas integrativas voltadas às crianças estarão no Compaz Governador Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha, Zona Norte do Recife.

 

Foto principal: Divulgação/Saúde-DF